Caracterização morfológica de partículas na atmosfera de São José dos Campos –SP, utilizando microscopia eletrônica de varredura (MEV)

Franklin Velarde Rosasco, Rauda Lúcia Mariani, Maria Paulete Pereira Martins, Ênio Bueno Pereira

Abstract


Resumo


O estudo trata da caracterização morfológica do aerossol Black Carbon (BC) coletado durante os meses de março a novembro de 2008 num ponto de monitoramento em São José dos Campos-SP. O aerossol BC é um particulado inerte na atmosfera, porém, devido à sua porosidade e natureza adsortiva, atua como superfície ativa de algumas reações químicas heterogêneas, podendo estar saturado com espécies tóxicas ou carcinogênicas. Assim, aerossóis de BC podem representar um perigo para a saúde pública, além de serem considerados o segundo maior contribuinte para o aquecimento global, em termos de sua forçante radiativa direta. A técnica utilizada foi a Microscopia Eletrônica de Varredura (MEV) associada à Espectroscopia de Energia Dispersiva de raios X (EDX). Essa técnica também permite a análise qualitativa da composição elementar das partículas. A partir de classificação, por semelhança morfológica, foram identificados 6 grupos distintos de partículas: um grupo de partículas produzidas por combustão de motores; outro de partículas procedentes da ressuspensão do solo; grupo de partículas da queima de biomassa; de partículas de fuligem industrial e mais dois grupos com morfologia e composição química semelhantes e específicos da região. As principais fontes identificadas foram de combustão de motores e ressuspensão do solo, porém com influências de outras fontes naturais e antrópicas.


Palavras-chave: Aerossol Black Carbon; Composição Química; Morfologia; Dispersão


Full Text:

PDF


DOI: https://doi.org/10.21715/gb.v25i1.329

Refbacks

  • There are currently no refbacks.

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia